terça-feira, 10 de março de 2009

Tipos de cidades

Cidades portuárias

Desenvolvem-se junto à costa, em lugares abrigados de correntes e ventos, normalmente junto à foz de um grande rio. Por norma, encontram-se inseridas em regiões economicamente mais desenvolvidas e povoadas.
As cidades portuárias costumam ser terminais de caminhos-de-ferro, auto-estradas e aeroportos. Roterdão (Holana), Hamburgo (Alemanha), Tóquio (Japão) e Singapura são exemplos de importantes cidades portuárias.


Cidades industriais

Há cidades que se desenvolveram, ou mesmo surgiram, em função da actividade industrial. Inicialmente, as cidades industriais apareceram em regiões ricas em matérias-primas e energia (o carvão, por exemplo), mas, com o desenvolvimento dos transportes, esses factores perderam alguma importância, costumando ser simultaneamente cidades portuárias ou estar-lhes associadas. São exemplos deste tipo de cidades Liverpool (Reino Unido), Barreiro (Portugal) ou Estugarda (Alemanha).

Cidades comerciais

As cidades comerciais desenvolvem-se, sobretudo, quando os impostos sobre os produtos são baixos ou existem grandes concentrações e fluxos de pessoas ou de capital financeiro (bancos, bolsas). Andorra-a-Velha (Andorra), Frankfurt (Alemanha), Hong-Kong (China) são cidades marcadamente comerciais.


Hong-Kong

Cidades turísticas

As cidades turísticas desenvolveram-se na segunda metade do século XX, em virtude de milhões de pessoas dos países desenvolvidos terem adquirido capacidade financeira para passar férias fora de casa.
As cidades turísticas localizam-se quase todas junto ao mar e em climas quentes (Ibiza, Baleares - Espanha), mas também existem em regiões de montanha (Kagoshima, Japão) ou lugares de interesse histórico ou cultural (Paris, França).


Cidades culturais

São cidades marcadas por eventos culturais e pela existência de escolas, universidades e centros de investigação. Bem conhecidas são Oxford (Reino Unido) e Bolonha (Itália).


Cidades religiosas

Este tipo de cidades abriga um lugar sagrado de uma grande religião mundial e recebe peregrinos e crentes em geral. Fátima (Portugal), Santiago de Compostela (Espanha), Meca (Arábia Saudita) e Benares (Índia) são exemplos, entre outros.



Jerusalém



Cidades políticas
A cidade política tende a ter uma posição central, em termos espaciais ou políticos, no território em que se insere. Não são muitas as cidades que têm na função política e administrativa a razão exclusiva para a sua fundação - Brasília (Brasil) é um excelente exemplo dessa situação. Outras cidades assumiram, num determinado momento da História, funções políticas relevantes: Madrid, capital da Espanha, Estrasburgo, sede do Parlamento Europeu ou Bruxelas, sede da Comissão Europeia.


Cidades defensivas

As cidade defensivas, localizadas em lugares estratégicos, são, hoje, um vestígio do passado, quando fortalezas e cidades muralhadas influíam na estratégia e tácticas das guerras. Nos dias de hoje, apenas algumas cidades conservam aspectos ligados à defesa. Por exemplo, Toulon e Portsmouth têm bases das marinhas de guerra francesa e britânica, respectivamente, enquanto Gilbraltar guarda a entrada do mar Mediterrâneo.

2 comentários:

  1. Esqueceste também das cidades históricas, políticas-administrativas e cidades universitárias.

    ResponderEliminar